Fluxo cambial no ano é positivo em US$ 18,056 bi

por | 26 jul, 2023

O Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 18,056 bilhões em 2023 até 21 de julho, informou o Banco Central nesta quarta-feira, 26. No mesmo período do ano passado, havia entrada líquida de US$ 13,806 bilhões. Em 2022, o saldo foi negativo em US$ 3,233 bilhões.

No acumulado do ano, o canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 13,148 bilhões. Isso é o resultado de aportes no valor de US$ 330,721 bilhões e retiradas no total de US$ 343,869 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo em 2023 é positivo em US$ 31,204 bilhões, com importações de US$ 127,492 bilhões e exportações de US$ 158,696 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 19,600 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 36,107 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 102,989 bilhões em outras entradas.

Julho

O Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 3,040 bilhões em julho, até dia 21. Em junho, houve entrada líquida de US$ 2,857 bilhões.

Em julho, até o dia 21, o canal financeiro apresentou entradas líquidas de US$ 882 milhões. Isso é o resultado de aportes no valor de US$ 35,998 bilhões e retiradas no total de US$ 35,116 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Contudo, no comércio exterior, o saldo do mês, até o dia 21, foi positivo em US$ 2,158 bilhões, com importações de US$ 11,891 bilhões e exportações de US$ 14,049 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 1,452 bilhão em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 2,625 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 9,972 bilhões em outras entradas.

Semana

O Brasil registrou fluxo cambial negativo de US$ 836 milhões na semana passada, de 17 a 21 de julho, de acordo com o Banco Central.

Ademais, o canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 371 milhões no período. Em suma, isso é o resultado de aportes no valor de US$ 11,471 bilhões e retiradas no total de US$ 11,842 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Por fim, no comércio exterior, o saldo da semana passada foi negativo em US$ 465 milhões, com importações de US$ 4,387 bilhões e exportações de US$ 3,922 bilhões. Nas exportações, aliás, estão incluídos US$ 449 milhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 558 milhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 2,915 bilhões em outras entradas.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

Confira outras notícias da editoria ECONOMIA clicando aqui.